Os homens me cansam

Publicado: 10/04/2012 em Uncategorized

Os homens me cansam. Tenho um cansaço que me vai às vísceras e que sei — é causado pelos homens. É por isso, e por nenhum outro motivo, que costumo comprar 600 mililitros de coca-cola na lanchonete onde costumo lanchar à noite, depois do dia de trabalho e antes de chegar em casa. Embora me cobrem três vezes o valor que eu pagaria se fosse ao mercado do bairro, a vantagem é inconteste: lá consigo ter o de comer e o de beber pagando o preço de falar com um único homem. O sobrevalor do produto paga tal benesse. Economizo energia.

É claro que se o lanche ocorresse às nove da manhã eu talvez pensasse em economizar no bolso. À noite, porém, o cansaço chega aos limites do insuportável. Tudo o que quero é tomar o rumo da minha sala de estar onde além de mim só estão as coisas e suas poeiras. As coisas são como muralhas, o que explica a sensação que tenho ao ver os homens passarem pela rua enquanto os observo da janela. Sinto que ali não me podem alcançar, esses homens cansativos são, portanto, inofensíveis.

Isso explica também porque tenho carinho com as coisas e não com os homens. Essa luminária, por exemplo. Tudo o que ela faz é ficar parada, incólume ao mundo e, parecendo morta, dá luz ao ambiente. Que tal o ferro de passar roupas? Que objeto esplêndido é o ferro de passar roupas! Sua face plana esquenta de forma controlada a ponto de, com mínima habilidade, permitir que se o use para os devidos fins sem queimar as mãos. E pensar que foram criados por homens. Não quero pensar nisso, que me cansa.

Por fim, mas nem menos importante, meu gosto por essa sala assim como ela está, majestosamente imóvel, explica ainda porque desejaria de bom grado ser eu também coisa. Que condição mais perfeita é essa que elas atingiram sem que tenham feito esforço algum — inconscientes da existência dos homens, antes ainda!, sem que lhes tenha sido facultada a possibilidade de saberem o que são homens, sem sequer saberem de si mesmas. Às coisas os homens não cansam.

Anúncios

o que você pensa sobre?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s