Antes de partir

Publicado: 14/11/2011 em Uncategorized

Meu Amor,

Eu Te escrevo agora, porque só agora recompus minhas forças e parei de chorar nossa despedida. Vê, basta que eu mencione esse adeus, a Deus consagrado, que já me correm as lágrimas novamente. Se não sei cantar o amor que Te tenho, ao menos sei chorá-lo do único jeito que posso, olhos vermelhos de ter o sangue aceso pelo que sinto.

Eu Te escrevo agora porque embora tenha me retirado do Teu lugar, ainda não fui embora de Tua terra. Enquanto aqui ainda deixo minhas pegadas, volto a pedir que não me deixes ir embora sozinho. Eu Te repito como se fosse a única coisa que eu soubesse dizer em Tua Língua, como alguém a quem nada mais interessa exceto saber que não partirá sozinho. Acompanha-me, Amor, para que eu aqui fique Contigo. Dá-me, porque eu nada tenho a Te dar. Senão lágrimas. Senão o coração estraçalhado.

Eu Te escrevo agora porque ainda estão vivos em minha mente os detalhes de nosso último encontro. Eu entrei em Tua casa, eu caminhei pelos Teus cômodos, eu me acheguei a Ti devagar para experimentar a ternura de cada passo em Tua direção, eu respirei as rosas do Teu Recinto, e beijei o coração de Teu Limiar. Conversamos por horas, amantes que perdem a noção do tempo, que se deixam ao sabor da eternidade – Tu me tiveste, Amor.

Tu me tens, Amor. Por isso eu Te escrevo. Amanhã quando o mundo me levar para longe desse Teu lugar, vai Tu comigo. Vem ao meu lado, porque me parece assustador demais voltar sem a Tua Presença. Sinto-me como um bebê, tendo a consciência de que vai nascer. Vou nascer no mundo, há coisa mais bela e mais cruel? Por isso já choro antes, pois quando meus olhos abrirem, eu espero Te ver, Amor.

Tu que me amas antes mesmo que eu conhecesse o amor, Tu que conheceste Teu amor sagrado por mim e fizeste brotar o mesmo amor em meu peito tão humano, Tu que és Quem deu vida a todos os meus verdadeiros amores, vem comigo, eu Te peço.

Eu choro como se estivesse nascendo, porque isso é tudo o que posso. Eu repito, isso é tudo o que tenho. Em minhas mais íntimas emoções, pranteio o desejo de que Tu aceites estas pobres lágrimas. Agora me acalmo. Agora respiro. Eu Te faço uma prece. Eu me silencio.

Eu Te amo, Amor.

Anúncios
comentários
  1. Ita Andrade disse:

    Isto é insuportável

o que você pensa sobre?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s